Principais vantagens da automação de testes

Olá pessoal,

Dando sequência ao primeiro post Mas afinal, o que são testes automatizados?,  vamos falar um pouco mais das vantagens da automação de testes.

Por definição, os testes são uma das alternativas que permitem obter um produto com um número reduzido de defeitos. Porém, mesmo que seja importante, a atividade de testes quando aplicada em larga escala se torna repetitiva e onerosa, demandando muitas horas da equipe que acaba ficando presa na execução de testes de regressão ao invés de utilizar essas horas em atividades que agreguem mais valor, como no planejamento de novos testes, na execução de testes exploratórios ou sugerindo melhorias contribuindo efetivamente com a qualidade do produto que será entregue.

Nestes casos, a adoção de uma estratégia de automação pode proporcionar a redução de tempo e custos. Além disso, permite a procura e identificação de uma classe específica de defeitos que em uma abordagem manual são mais difíceis de serem encontrados. Como exemplo, podemos citar erros de performance, de consistência de base de dados ou integração entre sistemas.

Um dos principais benefícios da automação de testes é que ele permite validar automaticamente que pequenos incrementos de software não afetem funcionalidades que já funcionavam anteriormente. Esse benefício é particularmente importante em sistemas com longo ciclo de vida no mercado. Além disso, essas novas funcionalidades também terão seus fluxos automatizados aumentando a cobertura dos testes, de maneira que a cada nova execução uma quantidade maior de testes será executada.

Outra vantagem decorrente da automação é que os testes podem ser executados numa frequência maior. Dessa forma, é possível obter um rápido feedback de qualquer implementação feita que impacte alguma funcionalidade que já foi automatizada, proporcionando um aumento na velocidade do time e na qualidade da entrega realizada. Assim, será possível reduzir o tempo de desenvolvimento e, principalmente, o tempo gasto em ajustes na implementação realizada.

Assim, qualquer análise de retorno de investimento (ROI) vai mostrar um ganho enorme em favor da automação, pois será possível manter a estabilidade entre as versões garantindo que a operação continuará funcionando, mesmo quando novas funcionalidades forem publicadas em produção.

Na próxima semana iremos falar sobre o Magic Quadrant for Automation Tools do Gartner e os principais players desse mercado.

Até lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *